Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Notas à margem

Textos escritos em cadernos, em guardanapos, em folhas encontradas ao acaso, sempre a propósito, nunca de propósito. isto é "vou escrever sobre isto". Não é assim que funciono.

Textos escritos em cadernos, em guardanapos, em folhas encontradas ao acaso, sempre a propósito, nunca de propósito. isto é "vou escrever sobre isto". Não é assim que funciono.

Notas à margem

05
Mai22

Por aqui e por ali 114

Zé Onofre

                         114

 

2001/12/____ Escola de Igreja, Vila Caiz, AMT

 

Não tentes o impossível.

O carinho que te afaga,

Quando menos o esperas,

Não se vê,

Apenas se sente

E se sabe que está lá.

 

Não procures com os sentidos

Os amigos que tiveres.

Mesmo sem os veres

Estarão onde estiveres.

 

São as lágrimas do teu olhar,

Os sorrisos da tua claridade,

Sombras no caminhante do longe,

Abrigo na tempestade.

 

Não procures.

Não chames.

Vai.

Quando chegares

Ele já está lá.

 Zé Onofre

25
Abr22

Por aqui e por ali 104

Zé Onofre

              104

 

997/01/18, exercícios dramáticos preparativos de teatro, Casa Padre Gonçalo, Amarante 

 

Venho para ti de mãos nuas,

Vê.

Nem palácios, nem padrarias,

Nem ouro, nem pedrarias.

Nelas trago apenas

Amizade, carinho e amor

Com que pretendo cobrir-te.

 

Venho para ti demãos nuas,

De mãos nuas pretendo continuar.

Nelas quero, apenas, guardar de ti

A memória dos carinhos que trocamos,

A memória dos corpos cálidos que descobrimos.

Vim para ti de mãos nuas

Levo-as cheias de recordar.

        Zé Onofre