Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Notas à margem

Textos escritos em cadernos, em guardanapos, em folhas encontradas ao acaso, sempre a propósito, nunca de propósito. isto é "vou escrever sobre isto". Não é assim que funciono.

Textos escritos em cadernos, em guardanapos, em folhas encontradas ao acaso, sempre a propósito, nunca de propósito. isto é "vou escrever sobre isto". Não é assim que funciono.

Notas à margem

08
Mai22

Por aqui e por ali 117

Zé Onofre

                117

 

2001/05/21, Alameda Teixeira de Pascoais, Amarante

 

Mesmo sabendo que não vinhas

Fui-me este estender no banco inocente,

Tal qual vim à vida.

 

Mesmo sabendo que não vinhas

Estendi-me estátua viva

À espera que viesses e me tocasses.

 

Mesmo sabendo que não vinhas

Estendi-me serenamente

De olhos parados fitando os céus,

À espera que os teus lábios tocassem os meus

E me transportasses

 – Ser real ou imaginário,

Para lá das fronteiras da noite,

Para além das luzes da aurora –

Deste nada em que vegetal vivo e respiro.

    Zé Onofre

09
Set21

Penafiel 21-22

Zé Onofre

 

                 21

 07/06/976

 Um chapéu,

Só isso?

Mais alguma coisa!

Pensa!

                 22

08/06/976

Um mercado,

Frutas

E peixe.

Uma igreja fechada,

Três colegas,

Mais dois,

Mais quatro.

Assembleia Penafidelense,

Gente nos passeios,

Sentada,

De pé,

A andar.

Uma estátua,

Um vendedor

E crianças,

Um homem num canteiro,

Um lago com peixes,

Cadeiras amontoadas.

 

Que importam as cores

Nos dias cinzentos?

Que importa a forma

Nos dias nevoentos?

Que importa o pormenor

No todo invadido

De sanguessugas

E traições?

  Zé Onofre