Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Notas à margem

Textos escritos em cadernos, em guardanapos, em folhas encontradas ao acaso, sempre a propósito, nunca de propósito. isto é "vou escrever sobre isto". Não é assim que funciono.

Textos escritos em cadernos, em guardanapos, em folhas encontradas ao acaso, sempre a propósito, nunca de propósito. isto é "vou escrever sobre isto". Não é assim que funciono.

Notas à margem

23
Dez21

Por aqui e por ali 28

Zé Onofre

               28

 

985/10/07, confeitaria Mário, Amarante

 

Tâmega,

Rio de sons

A lembrar o futuro.

Tâmega,

Sons de Inverno

A lembrar o Verão.

Tâmega,

Sons do presente

Lembranças da infância.

Tâmega,

Lágrimas,

Saudades de gente

Que se foi

Nos meandros da vida.

Tâmega,

Imagem do passado,

Ânimo,

Alma para continuar.

Tâmega,

Repouso do dia-a-dia.

  Zé Onofre

 

02
Dez21

Por aqui e por ali 8

Zé Onofre

               8

 

981/03/30, Telescola, Gouveia, MCN

 

Quem me dera já no Inverno,

Sentado nas longas noites frias,

A recordar.

 

Se fora já o Inverno,

Agora, neste momento,

Recordaria …

 

Recordaria estes sonhos

Que não foram realidade,

O passado, estas longas páginas brancas

De sonhos mortos ao nascer.

 

Quem me dera já o Inverno,

Para poder recordar

O sonho que não se fez,

A esperança vencida!

 

Quem me dera já o Inverno

Com as suas melenas brancas

E o frio,

Um frio penetrante

Que avivasse todos os sonhos

Que ficaram pelo caminho.

 

Quem me dera já o Inverno

Com a sua verdade crua

E sem esperança de vida já.

 

Quem me dera já o Inverno,

Já hoje,

Ou amanhã,

Mas queria o Inverno já!

    Zé Onofre          

03
Nov21

Daqui e por ali 4

Zé Onofre

4
Gouveia, 1981/01/07

A minha escola tem
Professores,
Meninos,
Meninas.
Os professores são muito bons
Muito, muito bonitos.
Os meninos e as meninas
Também são.
Eu gosto muito da minha escola.

O recreio da minha escola
Tem um muro a toda a volta,
Pedras,
Muitas pedras no alto,
Tem, também,
Lama no Inverno.
O recreio da escola
É pequeno para brincar.

Zé Onofre

30
Out21

Penafiel 74

Zé Onofre

                    74

 

15/06/978

 

Ouve,

Nem sempre o cinzento quer dizer

Inverno.

Às vezes,

Apenas,

O cinzento quer dizer

Inverno.

No céu o cinzento,

Às vezes,

Quer dizer chuva,

Mas só às vezes.

 

Ouve,

Do cinzento nasce

O sol,

Do sol nasce a vida.

Nem sempre

O cinzento quer dizer

Inverno.

  Zé Onofre

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub