Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Notas à margem

Textos escritos em cadernos, em guardanapos, em folhas encontradas ao acaso, sempre a propósito, nunca de propósito. isto é "vou escrever sobre isto". Não é assim que funciono.

Textos escritos em cadernos, em guardanapos, em folhas encontradas ao acaso, sempre a propósito, nunca de propósito. isto é "vou escrever sobre isto". Não é assim que funciono.

Notas à margem

15
Mai22

Por aqui e por ali 124

Zé Onofre

                 124

 

2003/12/11, sobre o Projecto Curricular de Turma

 

               I

 

Em papel nos fazemos,

Em papel nos enredamos,

Em papel nos perdemos,

Em papel nos anulam,

Em papel nos escondemos,

Em papel nos revelam.

 

               II

    

De papel nos vestimos,

Atrás de papel nos escondemos,

Alunos que nunca vimos,

Nem sabemos.

 

Não sabemos os teus anseios,

Na Primavera da inocência,

Não sabemos do vosso sonhar,

Nos despertares da adolescência.

 

De vós sabemos apenas

O que cegos avistamos,

Não queremos saber

O que de vós quereis que saibamos.

 

De papel nos vestimos,

Atrás de papel nos escondemos

Alunos que nunca vimos

Nem sabemos.

 

Não sabemos dos vossos sonhos,

A voar alto nas asas do vento.

Não sabemos das vossas alegrias,

No rodar inconstante do pensamento.

 

Não sabemos das vossas tristezas

Que como fumo nascem e voam.

Não sabemos das pequenas vidas

Que forjais nos dias que passam.

 

De papel nos vestimos,

Atrás de papel nos escondemos

Alunos que nunca vimos

Nem sabemos.

 

                III

 

Papel, papel, papel,

Tudo é papel.

  Zé Onofre

30
Ago21

Penafiel 8

Zé Onofre

          8

 07/11/977

 O silêncio encolhe tanto as pessoas que chega a encolher o pensamento

A pedagogia do ovo estrelado? Nem isso, caro director, é a pedagogia do come e calas.

Responsabilizar o aluno pelo trabalho, pressupõe uma escola em que o aluno é sujeito activo e não um agente passivo.

O que hoje é bom, amanhã será diferente – Só a verdade é revolucionária (Lenine) – Penso que não há boa, nem má moralidade. Há uma percepção do real e que expondo-a corre-se sempre o risco de amanhã não ser verdadeira. Porém dizer hoje, a percepção de hoje é amor à vida.

“Quem não trabalha, não come” – Vitória (suposto) professor de metodologia. – Ó Vitória, ainda um dia, vais morrer de fome.

“O homem distingue-se da animalidade pela fantasia.” Ó Vitória, tu não és homem.

Condenar a formiga, ou a cigarra, é continuar com a oposição trabalho manual/intelectual.

Alegria é uma dádiva que recebemos de uns e devemos dar aos outros.

Escreve-se para… mas, principalmente porque …

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub