Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Notas à margem

Textos escritos em cadernos, em guardanapos, em folhas encontradas ao acaso, sempre a propósito, nunca de propósito. isto é "vou escrever sobre isto". Não é assim que funciono.

Textos escritos em cadernos, em guardanapos, em folhas encontradas ao acaso, sempre a propósito, nunca de propósito. isto é "vou escrever sobre isto". Não é assim que funciono.

Notas à margem

15
Out22

Histórias para aprender a ler e a escrever - Livro I - NUNO

Zé Onofre

                                  Nuno

  NUNO.jpg

                                      

                                       

Lá vem o Nuno                                       

Olhos de espanto

Atentos a tudo

sempre irrequieto.

Lá vem o Nuno

dos sonhos impossíveis, sonhos que só ele tem,

capaz de uma só vez caminhar nas nuvens,

não só numa,

mas logo em três.

Lá vem o Nuno

génio das estrelas

de cana, jornal e cordel

capaz de subir

muito mais alto que elas.

Lá vem o Nuno

de olhos esbugalhados

vendo cair o céu

em brancos bocados.

Com a sua imaginação,

como o vento leve,

aduelas aos pés bem atadas

desliza sobre a neve.

Na sua alegria

aos ventos berra

que não escorrega na estrada

desce veloz

a encosta da serra.

Contudo, a doce ilusão

é engano breve,

de repente faz o pino

senta o cu na neve.

        Zé Onofre