Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Notas à margem

Textos escritos em cadernos, em guardanapos, em folhas encontradas ao acaso, sempre a propósito, nunca de propósito. isto é "vou escrever sobre isto". Não é assim que funciono.

Textos escritos em cadernos, em guardanapos, em folhas encontradas ao acaso, sempre a propósito, nunca de propósito. isto é "vou escrever sobre isto". Não é assim que funciono.

Notas à margem

18
Set22

Hisstórias para aprender a ler e a escrever - Livro I - Tiago e o pato

Zé Onofre

Tiago e o pato

TIAGO E O PATO.jpg

 

Um quá-quá que se ouve  

uma risada logo de seguida.

São o Tiago e o seu pato

numa grande, louca corrida.

 

No relvado bem cuidado

vai uma grande algazarra.

É o Tiago atrás do pato

a ver se o pato agarra.

 

Por isso nada surpreendida

ficou a mãe naquele Março

em que tendo ido chamar Tiago

lhe encontrou o pato no regaço.

 

Mostrando zanga, escondendo o riso,

ficando entre o bater ou não bater

a mãe do Tiago ali decidiu:

_ Isto não volta a acontecer!

 

E o Tiago de pé, com ar sério,

com o pato ao peito aconchegado:

_ Mãe, olha que frio vai lá fora

ainda fica o pato constipado!

 

É por isso que a mãe diz:

não sei, com ar abstrato,

se é o pato que é do Tiago

se é o Tiago que é do pato.

 

Desenvolvimento 

 

  1. Frase: O Tiago corre atrás do pato.
  2. Palavras: Tiago ; pato
  3. Sílabas   Ti+a+go         pa+to   
  4. Seguir as indicações do texto anterior.

 

Zé Onofre